terça-feira, 19 de maio de 2009

Existir

Existir

Que acalanto e destreza cobrem de treva, tristeza e solidão esta noite
Ah! Ainda suporto a questão existencial
Que me cerca, me cerca, me prende nas mãos me aperta!
E me sufoca!
Não vejo saída em nenhum tipo de questão existencial
Afinal nunca existiu nem a entrada, e nem um cômodo que nos leve a ela

Só um nada, esse nada em resposta a tudo
E esse aperto que esmaga e nos força a existir
De qualquer maneira existir...

Autor (EU)Guiovan C. de Oliveira

21 comentários:

CaioFabbro disse...

Man, muito massa teu blog! Continue assim!

Abraço

BRUNO disse...

Bom dia Guga, agradecendo mais uma vez sua visita e seu interesse. Sobre Dioniso: ele era um deus genuinamente do campo, dos pobres e dos oprimidos pela sociedade grega (mulheres, estrangeiros); com o tempo outras classes começaram a tomar gosto pelo culto ao deus, ou, em outros casos, quando o Estado percebeu que não seria possível acabar com as festas, em vez de marginalizá-la, os políticos preferiram agregar a festa ao seu calendário, dando uma amenizada nos excessos e tornando-a mais sociável para os padrões da época. Dioniso é muito ambíguo, sim, mas não muda por si só, na minha opinião, o deus foi castrado quando as altas sociedades romanas começaram a promover orgias em nome dele - só considero Dioniso quando comemorado nas festas mais livres e longe dos olhos da sociedade.

Abraços!

BRUNO

Beto Uchôa disse...

Mano quantas coisas podres guardamos dentro de nos, ateh chegar o momento de vomitar toda essa dor neh.
Lindo teu texto.
To seguindo teu blog mano.
Abraço
Irei te mandar uma ilustra esperto que goste.

Blog da Jana disse...

Oi, obrigada por comentar em meu blog, gostei muito de suas postagens e de seu blog, parabéns!
Bjs

ovolumeunico disse...

parabens pela expressao presente no seu blog!

veja tbm
www.ovolumeunico.blogspot.com

Camis disse...

Pode deixar, em breve haverá um conto de meninos :D

www.conto-um-conto.blogspot.com

Sr.satan disse...

OTEMO BLOG!
Adorei a imagem

Richard disse...

Putz!
Não vou mentir, me arrepiei agora!
parabéns!

Rogerio disse...

texto forte...muito bom..parabens...

Canto do Lufa disse...

Muito bom o texto!

Gostei muito mesmo!

Parabens!

Alan Salgueiro disse...

Rapaz, um texto que levanta questões filosofais, todo o nada em resposta a tudo, bem profundo. Trata as palavras com singularidade!

O grude disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O grude disse...

Nossa que poesia linda e ao mesmo tempo tão forte tão intriseca. Muito bom mesmo.

Airton disse...

opaa
q imagem forte hehe
legal o blog

Regiane disse...

Existo pq em vc existe um pouco de mim, um pouco deles, um pouco do mundo. Existo pq aqui me encontro


Sem palavras novamente, eu leio e consigo sentir, eu leio e passo a existir

beijinhos silenciosos

lperon disse...

é... oq nos obriga a existir num é mesmo...

Uriel disse...

aeeee :D
cara, tu escreve muito bem, mas acho que pecas em algumas coisas... nao sei se propositalmente, alguams faltas de rimas...


falta musicalidade sabe?

Fabio Rodrigues Lemes disse...

Parabéns pelo blog. Muito bem produzido e com excelentes textos. Certamente voltarei mais vezes. Abraço

André Neves disse...

Legal mesmo seu trabalho aqui, o blog tá todo bem feitinho e com um conteúdo bem legal, não tenho lá um excelente conhecimento da poética, mas dá pra perceber que você é competente nisso, parabéns!!!

O que existe de talento espalhado nessa nossa Bahia viu!

Renata Bertolini disse...

A imagem é linda! Lendo seu texto me lembrei de uma frase que me marcou muito. Fracasso não é pq Deus esqueceu de vc, é pq ele tem um plano melhor pra vc!

Anderson Meireles disse...

Existir... eterno anseio da alma...
Belo post!